Quando os franceses chegaram à atual cidade de Alcântara, encontraram uma aldeia tupinambá chamada de Tapuitapera (antiga aldeia dos Tapuias). Retomada pelos Portugueses, a aldeia foi elevada a Vila de Santo Antônio de Alcântara, em 1648. A região tornou-se então um grande pólo produtivo e chegou a ter 81 fazendas de cereais, 22 engenhos de açúcar, 24 fazendas de gado e mais de 100 salinas. Mais de dez mil escravos chegaram a trabalhar nas fazendas no auge do período da exportação.

Tanta prosperidade econômica criou uma verdadeira aristocracia em Alcântara. Os filhos dos senhores e barões iam estudar na Europa, formando uma elite intelectual que gerou governadores da província do Maranhão e representantes na Câmara e no Senado do Império.

O declínio econômico definitivo veio no final do século XIX com a abolição da escravatura e a evolução de técnicas agrícolas, entre outros fatores. O patrimônio histórico da cidade, desde então, sofreu inúmeras baixas. A imponente Igreja de Nossa Senhora do Carmo, um dos mais importantes monumentos religiosos do Estado do Maranhão, contrasta com as ruínas do Convento dos Carmelitas que até o fim do século XIX formava com ela um conjunto importante.

A igreja e uma série de sobrados que sobreviveram ao descaso e ao tempo, alguns com paredes de pedra e cal e fachadas revestidas por azulejos portugueses, foram finalmente tombados pelo IPHAN, em 1948, como Patrimônio Nacional.

A elegância e riqueza vivenciadas naquela época são apenas relembradas em Alcântara uma vez por ano durante a Festa do Divino Espírito Santo, uma das manifestações culturais mais famosas do estado, que acontece no mês de maio e à qual o Festival pretende associar-se em 2014.

O “Festival de Música Barroca de Alcântara” resgata parte desta história apagada e a atmosfera dos áureos tempos da cidade, quando a música barroca tocava nos saraus dos grandes salões, hoje mudos, de casarões coloniais esquecidos.

Locais de Eventos:

Bacabeira

Igreja Imaculada Conceição

110 Av. Carlos Macieira,Bacabeira, Maranhão

Rosário

Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário

Praça Getúlio Vargas Rosário – MA 65150-000

Alcântara

Igreja Nossa Senhora do Carmo

R. Grande, 292-356

 

Casa Histórica de Alcântara

420 R. de Baixo,Alcântara, Maranhão

Ponta da Espera – Cujupe (Chegada de São Luis de Ferry)

Alcântara – MA

São Luís

Cais da Praia Grande (Acesso para Alcantara de Catamarã)

Av. Sen. Vitórino Freire, S/N – Rampa Campos Melo

São Luís – MA / 65000-090

Ponta da Espera – São Luis (Acesso Para Alcântara de Ferry)

Ferrybout

Terminal Ponta da Espera – Maranhão

Convento da Mercês

R. da Palma, 502 – Desterro

São Luís – MA /65010-620

Igreja da Sé

Próximo ao número 299

Av. Dom Pedro ll, S/N – Centro

São Luís – MA / 65010-450

Teatro Arthur Azevedo

R. do Sol, 132 – Centro

São Luís – MA / 65020-590

Horários dos Ferrys

Internacional Marítima

Horário de viagens
São Luís / Cujupe
5:00 | 7:00 | 10:00 | 14:00 | 19:30
Cujupe / São Luís
7:20 | 9:00 | 12:20 | 16:00 | 21:10

Servi-Porto

Horário de viagens
São Luís / Cujupe
4:00 (exceto domingo) | 8:00 | 12:30 | 15:00 | 17:00
Cujupe / São Luís
06:00 (exceto domingo)| 10:20 | 14:30 | 17:05 | 19:20